segunda-feira, 16 de abril de 2018

Exame para Certificação de Competências de Jovens e Adultos

O Encceja é um exame voltado para as pessoas que não tem o diploma do ensino fundamental e médio e que precisam do certificado, a prova é totalmente gratuita!


sexta-feira, 13 de abril de 2018

terça-feira, 10 de abril de 2018

É amanhã


Amanhã é o seu aniversário. Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar? Essa escola de samba pioneira por natureza, que teve Esther, Galdino Marcelino, Paulo Benjamim, Antônio Rufino e Antônio Caetano; escola que entrou para a história como vencedora do primeiro desfile do Rio de Janeiro (1935); que introduziu a maioria dos quesitos hoje julgados; que tem fundamentos de sobra; que possui a mais importante e renomada Velha Guarda; que teve Dodô e Vilma a nos encantar; que já  foi o ninho de um sabiá; que tem a Tabajara do Samba a brilhar; que tem os passistas a extasiar; a ala de baianas a maravilhar; que tem os seus sambas  a fascinar; que tem o maior simbolo carnaval que nos faz delirar; escola que desperta uma paixão avassaladora até mesmo em seus momentos de dificuldades (como explicar?). Pois é, não se explicanão se resume, não se define, não se mensura tampouco  se compara, apenas se sente. Como simples torcedores que somos agradecemos a sua existência.
Parabéns Majestade do Samba!


Clicar na imagem para aumentar.

sábado, 31 de março de 2018

Praia para todos


O projeto que disseminou o conceito de acessibilidade nas praias em todo o Brasil está de volta comemorando sua 10ª edição! Entre muitas ondas tivemos o enorme privilégio de conhecer pessoas e histórias, colecionamos momentos de alegrias, sorrisos e aprendizados. Voltamos agora em 2017 com um motivo a mais para comemorar: o aniversário de 10 anos do projeto! São 10 anos de crescimento onde buscamos e zelamos pelo melhor para cada usuário que chega até nós e todo esforço e trabalho são recompensados quando vemos a alegria estampada no rosto de todos se juntam a nós, seja o usuário, familiar ou a equipe. Venha comemorar conosco!

Nesta temporada teremos as seguintes atividades: banho de mar assistido, Stand Up Paddle, surf adaptado, handbike, frescobol, além de eventos como o "Luau Praia Para Todos" e o Desafio de Vôlei Sentado.

O projeto continua acontecendo simultaneamente nas praias da Barra da Tijuca e Copacabana, de 09 às 14h, nos seguintes locais:
Barra da Tijuca: Posto 3, em frente à Praça do Ó.
Copacabana: Posto 5.

OBSERVAÇÃO: Ele acontecerá de 16 dezembro de 2017 até o final de abril de 2018. Todas as atividades esportivas e de lazer funcionarão de dezembro a fevereiro, de março a abril será o banho de mar.

NOSSA HISTÓRIA

O Praia Para Todos é um projeto idealizado pelo Instituto Novo Ser em 2008 cujo ideal e objetivo era desenvolver, mediante parceria entre os setores público e privado, uma infraestrutura acessível para as pessoas com deficiência em pelo menos um posto de cada praia da cidade do Rio de Janeiro.

A ideia resumida era que em cada posto de salvamento houvesse recursos assistivos (cadeiras anfíbias, esteiras, material desportivo e de apoio) e uma equipe técnica para desenvolver atividades inclusivas para pessoas com deficiência e facultar toda segurança necessária. Além disso, que o entorno do posto e o próprio posto fosse dotado de todas as exigências normativas de acessibilidade, não só para o deficiente físico, mas para todos.

Começou aí o projeto piloto, inédito e inovador no Brasil, batizado de PRAIA ACESSÍVEL – LAZER PARA TODOS. Este projeto foi realizado na Praia do Leblon (Posto 11) no verão de 2009, aproveitando a esteira de bambu instalada em 2006 pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro em parceria com o CVI – Centro de Vida Independente. Na época, vale assinalar, não havia nenhuma ação conhecida de inclusão nas praias. Apesar da relevante iniciativa da esteira de bambu instalada dois anos antes, a mesma não era usufruída por cadeirantes, os quais careciam de apoio e infraestrutura específicos.

O projeto contou com o apoio da empresa Michelin e da Secretaria Municipal de Turismo, além da parceria com um grupo de surf adaptado, convidado com o intuito de agregar mais uma iniciativa desportiva ao projeto.
O sucesso foi tão grande, devido principalmente ao histórico esquecimento deste importante e concorrido espaço pelo poder público com relação às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, que foi necessário a expansão e a redefinição da estratégia do projeto. Surgiu, a partir de então, o PRAIA PARA TODOS, implementado no início de 2010 de forma itinerante. O programa percorreu as principais praias da cidade (Barra da Tijuca, Copacabana, Ipanema e Piscinão de Ramos), com o objetivo de contemplar diferentes cenários e comunidades e disseminar os conceitos de Acessibilidade e Inclusão.

Em 2011 e 2012 o programa ocorreu no posto 3 da praia da Barra da Tijuca com o objetivo de consolidar esse ponto como referência de acessibilidade para outros locais. O ano de 2013 foi marcado pela expansão para a praia de Copacabana, que ganhou também um ponto fixo, no período do verão, em parceira com o 3º GMar, por iniciativa do Ten. Cel. Marcelo Pinheiro. A ação conjunta entre o Instituto Novo ser e o 3º. GMar possibilitou uma enriquecedora troca de experiências, além do suporte logístico (armazenamento e transporte de materiais).
O programa teve enorme repercussão em nível nacional e internacional e transformou, sem dúvida, o paradigma com relação à acessibilidade nas praias brasileiras. Representantes de todos os estados do litoral fizeram contato para conhecer o projeto de forma a replicá-lo em sua região. O objetivo do Instituto Novo Ser, nesse sentido, podemos afirmar, foi cumprido com total êxito.

O PRAIA PARA TODOS atende às necessidades de cerca de 50 pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida por dia, em cada praia. Desde o início foram realizados cerca de 3.500 atendimentos diretos.
Fonte: Site do Praia para Todos.
http://www.praiaparatodos.com.br/
Visite também:  YouTube - Praia para Todos

sexta-feira, 23 de março de 2018

Capacitação e Aperfeiçoamento em Educação Especial


Curso Gratuito em Apostila

Baixe o Curso gratuitamente e adquira o Certificado de 360 horas para completar horas extra-curriculares na Faculdade, participar de Progressão Funcional e em Provas de Título.

Certificado válido em todo o Brasil.
Certificado de 360 horas

Adquira agora com Desconto:

De R$ 97,00
Por apenas R$ 47,00

(Valor Promocional por tempo limitado)

Boleto, cartão de crédito ou débito bancário




terça-feira, 20 de março de 2018

Teatro Ziembinski inscreve para oficinas gratuitas de abril


O Teatro Municipal Ziembinski, na Tijuca, inscreve nesta terça-feira (20/03), e na terça seguinte (27), das 14h30 às 21h30, para suas oficinas gratuitas de Teatro, Dança e Circo. As aulas terão início em abril, com vagas limitadas: 30 alunos por turma. Os interessados devem apresentar cópias do documento de identidade e do CPF, comprovantes de residência e escolaridade, atestado médico e duas fotos 3x4. Os menores de idade também precisam apresentar cópias da identidade e do CPF do responsável. 

As aulas serão às terças-feiras, a partir das 14h30: circo e jazz (a partir de 14 anos) e balé (de seis a 10 anos); sábados, a partir das 10h, teatro infantil (sete a 13 anos) e teatro jovem (14 a 21 anos); e aos domingos, às 10h (dança de salão a partir de 16 anos). 

Mais informações sobre os cursos podem ser obtidas pelo telefone 99188-2335. O Teatro Ziembinski fica na Avenida Heitor Beltrão, s/n, em frente à estação São Francisco Xavier do metrô. 


sábado, 17 de março de 2018

E você, já conhece o Instituto Alice?

Tudo começou com a adoção da nossa pequena Alice pelos pais e por todos os integrantes da nossa família, tudo era novidade, havia muita expectativa em relação ao cotidiano de uma criança com diagnóstico de Microcefalia, paralisia cerebral e epilepsia. A orientação dos profissionais sempre foi estimular muito e a todo tempo. Encontramos muita dificuldade na disponibilidade de serviços terapêuticos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde – SUS, nossa Alice faz as terapias nas mais variadas áreas recomendadas com nossos próprios recursos. Com base nesta dificuldade, resolvemos após muita reflexão, mobilizar amigos, familiares e a sociedade civil como um todo para criarmos o primeiro Instituto de Neurorreabilitação infantil, dedicado ao atendimento de crianças que não tem acesso aos recursos terapêuticos devido às condições sócio-econômicas precárias e por outro lado o número grande de pacientes com diagnóstico de neuropatias sem alternativas de atendimento terapêutico na região onde estamos localizados.

Nossa instituição será construída para oferecer atendimento terapêutico para crianças e adolescentes com necessidades especiais relacionadas às doenças neurológicas que não podem pagar pelas terapias e não encontram alternativas pelo SUS.

Os princípios do Instituto Alice de Neurorreabilitação Infantil estão baseados nos valores éticos, morais, no amor ao próximo, no respeito, na honestidade e principalmente por acreditarmos que podemos fazer a diferença na vida dos pacientes e familiares assistidos.

Visite o site do Instituto Alice e saiba muito... muito mais sobre esta  linda história de amor e dedicação.
http://www.institutoalice.com.br/
Foto e texto retirados do site do Instituto Alice.
 

terça-feira, 13 de março de 2018

Plantão de Atendimento da Defensoria

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro está de plantão para atender aos pedidos de MEDIDAS DE CARÁTER URGENTE, tais como: Questão de Saúde com Risco de Morte; Autorização para Viagem de Menor; Busca e Apreensão de Menor; Alvará para Sepultamento; Violência Doméstica e Prisão em Flagrante.

Confira os documentos necessários para o atendimento: https://goo.gl/GWxxwz? 
Diariamente das 18h às 11h do dia seguinte, ATENDEMOS A TODAS AS COMARCAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO no endereço: Rua Dom Manuel s/nº, Praça XV, Centro – Rio de Janeiro - Fórum Central - portão de acesso próximo ao estacionamento.

Durante os finais de semana, feriados e pontos facultativos de abril, no horário de 11h às 18h, também atuaremos em esquema de plantão tanto na Capital quanto nas comarcas do interior do Estado. Confira os endereços para atendimento!

  • 17 (Sábado) – 2ª VARA CRIMINAL DE NITEROI
- Endereço: RUA CORONEL GOMES MACHADO S/N 10 ANDAR CENTRO - Local da referência: FORUM NOVO  -  C.E.P.: 24020-069

  • 18 (Domingo) – 3ª VARA CRIMINAL DE NITEROI
- Endereço: RUA CORONEL GOMES MACHADO, S/Nº 00 12ª ANDAR CENTRO - Local da referência: FORUM NOVO  -  C.E.P.: 24020-069

  • 17 (Sábado) – VARA DE FAMILIA, INFANCIA, JUVENTUDE E DO IDOSO DE RIO DAS OSTRAS
- Endereço: ALAMEDA DES. ELLIS HERMYDIO FIGUEIRA 19999 FORUM JARDIM CAMPOMAR  -  C.E.P.: 28890-000

  • 18 (Domingo) – 1ª VARA DE FAMILIA, INFANCIA, JUVENTUDE E DO IDOSO DE CABO FRIO
- Endereço: RUA MINISTRO GAMA FILHO S/N BRAGA  -  C.E.P.: 28908-090

  • 17 (Sábado) – 3ª VARA CIVEL DE BELFORD ROXO
- Endereço: AVENIDA JOAQUIM DA COSTA LIMA S/N SAO BERNARDO - Local da referência: FORUM  -  C.E.P.: 26165-225

  • 18 (Domingo) – I JUIZADO ESPECIAL CIVEL DE BELFORD ROXO
- Endereço: AVENIDA JOAQUIM COSTA LIMA S/N SÃO BERNARDO - Local da referência: ESQUINA COM A RUA TUIUTI  -  C.E.P.: 26165-390

  • 17 (Sábado) – 2ª VARA CIVEL DE ANGRA DOS REIS
- Endereço: RUA CORONEL CARVALHO, 443 1 ANDAR CENTRO  -  C.E.P.: 23900-310

  • 18 (Domingo) – JUIZADO ESPECIAL CIVEL DE ANGRA DOS REIS – BARBARA EDEN PEREIRA DE MORAES
- Endereço: PÇA. PRAÇA GUARDA MÁRIO GREENHALGH 22 CENTRO - Local da referência: FORUM  -  C.E.P.: 23900-240

  • 17 (Sábado) – 1ª VARA CIVEL DE TERESOPOLIS
- Endereço: RUA CARMELA DUTRA 678 5º ANDAR AGRIÕES  -  C.E.P.: 25963-140

  • 18 (Domingo) – 2ª VARA CIVEL DE TERESOPOLIS
- Endereço: RUA CARMELA DUTRA 678 AGRIÕES  -  C.E.P.: 25963-140

  • 17 (Sábado) – JUIZADO ESPECIAL CIVEL DE RESENDE
- Endereço: PRAÇA MARECHAL JOSÉ PESSOA 95 FÓRUM ANTIGO CENTRO  -  C.E.P.: 27511-380
 
  • 18 (Domingo) – 1ª VARA CRIMINAL DE BARRA MANSA
- Endereço: AV. ARGEMIRO DE PAULA COUTINHO 2000 3. ANDAR CENTRO  -  C.E.P.: 27310-020

  • 17 (Sábado) – COMARCA DE SUMIDOURO
- Endereço: RUA JOÃO AMANCIO 214 CENTRO  -  C.E.P.: 28637-000 

  • 18 (Domingo) – COMARCA DE DUAS BARRAS
- Endereço: R. MODESTO DE MELO 10 CENTRO - Local da referência: FORUM  -  C.E.P.: 28650-000

  • 17 (Sábado) – 2ª VARA CIVEL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES
- Endereço: AV. 15 DE NOVEMBRO 289 FORUM CENTRO  -  C.E.P.: 28035-100

  • 18 (Domingo) – 3ª VARA CIVEL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES
- Endereço: AV. 15 DE NOVEMBRO 289 FORUM CENTRO  -  C.E.P.: 28035-100

  • 17 (Sábado) – COMARCA DE ITAOCARA
- Endereço: RUA JOAQUIM SOARES MONTEIRO, 01 QDRA A 05 LOTE 5 LOTEAMENTO RECREIO - Local da referência: FORUM  -  C.E.P.: 28570-000

  • 18 (Domingo) – COMARCA DE CAMBUCI
- Endereço: RUA MARIA JACOB 134 CENTRO  -  C.E.P.: 28430-000


terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Parabéns Portelamor!

Hoje o Grupo Portelamor completa 7 anos de existência. 
Parabéns a todos os membros pela dedicação, persistência, amizade e amor. E que venham muitos e muitos anos.
Fazendo parte das comemorações do sétimo aniversário a 2ª parte de crônica "Sete razões para amarmos a Portelamor".
Leia a crônica na íntegra em nosso site www.portelamor.com


Clicar na imagem para aumentar

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Abram alas para a sustentabilidade


Um grupo de dez catadores de materiais recicláveis vai distribuir 40 mil sacolas para quem for na Sapucaí durante o carnaval. Nas embalagens constarão explicações sobre o descarte  correto do lixo produzido durante o evento. O trabalho de educação ambiental que será realizado com os foliões terá a coordenação do ativista ambiental Tião Santos – conhecido pelo filme “Lixo Extraordinário”, do artista plástico Vik Muniz, indicado ao Oscar. “A nossa expectativa é reciclar cerca de 45 toneladas de materiais, o que representaria uma redução de 35% dos resíduos gerados no Sambódromo”, avisa Santos. A campanha tem como objetivo atender às políticas nacional e municipal de resíduos sólidos.

A logística do recolhimento do lixo durante o carnaval ficará a cargo da Comlurb. Porém, após a coleta, o material será encaminhado para uma área próxima ao Sambódromo e recebida por cooperativas vinculadas à Associação de Catadores do Aterro Metropolitano de Jardim Gramacho. Serão 53 pessoas trabalhando, entre catadores de materiais recicláveis, ajudantes e motoristas, divididos em dois turnos. Os recicláveis serão enviados às empresas que compram esses itens e transformam em produtos que serão comercializados novamente. A iniciativa, que é uma realização da Liesa e do Movimento ‘Eu Sou Catador’, conta com o patrocínio da rede Champion Fried Chicken e da ESTRE Ambiental e apoio da Comlurb, Riotur e Coopama.

Assessoria de Imprensa: Solange Bagdadi

CBDV abre vaga para curso de capacitação em arbitragem de goalball

Por CPB


A Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) realizará de 7 a 11 de março, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, o primeiro curso de capacitação em arbitragem de goalball em 2018. O cronograma conta com atividades teóricas e práticas e também seguirá a programação do Regional Sudeste 2 de Goalball, que será realizado no mesmo período e local.
Serão abertas dez vagas, no entanto, caso o número de inscrições supere a quantidade prevista, será analisada a experiência prévia do candidato na modalidade, que deverá ser descrita no ato da inscrição. A candidatura pode ser feita até o dia 18 de fevereiro por meio do preenchimento da ficha, que deve ser enviada para o e-mail secretariageral@cbdv.org.br.
A CBDV ficará encarregada de fornecer certificado de participação ou de árbitro regional aos alunos, tendo como condição a frequência mínima exigida de 90%.
Cronograma
Dia 7 de março:
8h30 – 12h30 (aula teórica)
14h30 – 18h30 (aula prática)
Dia 8 a 11 de março: durante todo o dia (aula prática seguindo o cronograma da competição).
Ficha de inscrição: clique aqui
E-mail: secretariageral@cbdv.org.br
*Com informações da Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Visuais (CBDV)
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


Orientação de saúde para cadeirantes


O Comitê  Paralímpico  Brasileiro acaba de  divulgar publicação  sobre a saúde do cadeirante. 

Uma parcela significativa dos atletas paralímpicos são lesados medulares e/ou  cadeirantes. Nos Jogos Paralímpicos de Londres a delegação brasileira apresentou-se com 180 atletas, dos quais 42 (23%) eram cadeirantes.

Algumas características são comuns a todos os cadeirantes, independente da natureza da lesão. Uma delas, é a maior probabilidade de apresentar úlcera de pressão, também conhecida como escara. Uma característica específica de lesados medulares e de cadeirantes que necessitam de sondagem vesical de alívio é o maior risco para desenvolver infecções urinárias.

Tanto a infecção urinária quanto a escara, acarretam a piora de rendimento esportivo, e por vezes suspensão de treinos e participação em competições.
IIsto motivou o Departamento de Saúde do Comitê Paralímpico Brasileiro elaborar este manual de orientações, visto o impacto de infecção sobre performance atlética e qualidade de vida dos atletas.

Leia todo o documento no site do Comitê Paralímpico Brasileiro.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Bloco das Pessoas com Deficiência vai sacudir a Avenida Atlântica


No próximo domingo (04), às 11h, a Avenida Atlântica vai sacudir com o bloco das Pessoas com Deficiências, um momento de folia sem discriminação e com muita alegria! O bloco será promovido pela ABRACES (Associação Brasileira de Reabilitação e Assistência aos Cegos e Surdos) e tem como madrinha, a Vereadora Luciana Novaes, que é a primeira tetraplégica a atuar na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A concentração será às 9hrs, na Rua Constante Ramos (esquina com a Domingos Ferreira – Posto 4).

Serviço
Foliões da ABRACES
Data: 04/01/18
Horário: 11h
Endereço: Avenida Atlântica – Copacabana (Altura do Posto 4, seguindo até Av. Princesa Isabel – Posto 2)
Concentração: 09h Rua Constante Ramos (esquina com a Domingos Ferreira – Posto 4)
Venda de camisetas no local: R$ 25, OO
Banheiro químico adaptado
Gratuito e Livre


quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

‘Escola de Vencedores’ forma jovens de 17 a 24 anos para áreas de vendas e atendimento

O programa é 100% gratuito e garante vaga de emprego para os finalistas.

Qual a principal dificuldade para as empresas brasileiras: a complexidade tributária?  Os altos juros praticados pelos bancos? Ou a falta de mão de obra qualificada e comprometida com resultados?

Nove a cada dez empresários acreditam que o principal impeditivo ou agente postergador de seu crescimento é a falta de mão de obra minimamente adequada para ajudar a empresa a crescer.

O Brasil de 2018 ainda possui uma deficiência muito grande em relação à educação, formação e preparação para o mercado de trabalho, que é a base para o desenvolvimento empresarial. Mesmo com projetos sociais implantados ou surgindo por ONG`s ou órgãos governamentais, ainda somos bastante atrasados com relação aos outros países em desenvolvimento. Por aqui, os investimentos ainda são poucos ou escassos.

Ciente de sua responsabilidade para com o desenvolvimento das empresas brasileiras, o CDPV está lançando a “Escola de Vencedores”, programa intensivo de formação em vendas e atendimento para jovens de 17 a 24 anos, inteiramente gratuito.

Para os profissionais finalistas, garantimos a empregabilidade em empresas do Grupo CDPV e em empresas parceiras. Buscamos com este enorme projeto social garantir um futuro promissor para jovens com poucas perspectivas de vida. Vamos alocá-los em importantes empresas e zelar pelo seu desenvolvimento profissional.

O programa de formação em vendas e atendimento da “Escola de Vencedores” é intensivo e mescla encontros presenciais, aulas on line e tutoria. Os jovens escolhidos cursarão 4 módulos: “Cidadania Profissional”, “Posturas Indispensáveis ao Profissional de Sucesso”, “Habilidades em Atendimento ao Cliente” e “Habilidades de Vendas”.


A inscrição é 100% gratuita e inclui material didático, certificado de conclusão; não há qualquer tipo de mensalidade ou custo para os aprovados, somente sua despesa de locomoção para os encontros presenciais que acontecerão na sede do CDPV, no Centro do Rio de Janeiro.

Com a “Escola de Vencedores”, o CDPV cumpre dois de seus grandes objetivos: oferecer a jovens talentos não apenas o direito de sonhar, mas um caminho para realizar seus sonhos; e para com o empresariado brasileiro, fornecemos mão de obra qualificada e preparada para os desafios corporativos. 

DADOS TÉCNICOS:
·         Escola de Vencedores – CDPV
·         Perfil dos candidatos: jovens de 17 a 24 anos, residentes na região metropolitana do Rio de Janeiro.
·         As inscrições são 100% gratuitas e estão disponíveis em cdpv.com.br/escola-de-vencedores .
·         Os jovens finalistas receberão certificado CDPV, material didático, tutoria e encaminhamento ao mercado de trabalho.
·         Para a próxima turma, as inscrições vão de 01 a 28/2/2018.
·         Fonte disponível: Diego Maia, CEO do Grupo CDPV

Contato para imprensa: Fabiana Braga
comunicacao@grupocdpv.com.br | (21) 2112-9999/ 9 7956-8387


domingo, 28 de janeiro de 2018

CVV – Centro de Valorização da Vida

O CVV — Centro de Valorização da Vida, fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo.
Realizamos mais de um milhão de atendimentos anuais por aproximadamente 2.000 voluntários em 18 estados mais o Distrito Federal. Esses contatos são feitos pelo telefone 141 (24 horas), pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo site www.cvv.org.br via chat, VoIP e e-mail.
É associado ao Befrienders Worldwide, entidade que congrega as instituições congêneres de todo o mundo e participou da força tarefa que elaborou a Política Nacional de Prevenção do Suicídio do Ministério da Saúde.
Em setembro de 2015 iniciamos o atendimento pelo numero telefônico 188, primeiro número sem custo de ligação para prevenção do suicídio que, neste primeiro momento só funcionava no estado do Rio Grande do Sul.
A partir de 30 de setembro de 2017 o funcionamento do 188 iniciará a ampliação da área de cobertura para boa parte do todo território nacional por fases. Na próxima fase mais 8 estados do Brasil serão contemplados: Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Piauí, Acre, Rondônia, Roraima, Amapá.
Até 2020 todo o território nacional poderá contar com o atendimento do numero 188.
O CVV desenvolve outras atividades relacionadas a apoio emocional além do atendimento, com ações abertas à comunidade que estimulam o autoconhecimento e melhor convivência em grupo e consigo mesmo em todo o Brasil. A instituição também mantém o Hospital Francisca Julia que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos-SP.




Pré-vestibular comunitário da FFP

A partir de segunda-feira estarão abertas as inscrições para o pré-vestibular comunitário da FFP na sala 322A de 15h as 19h. O curso é gratuito e a documentação necessária consiste em:

- Comprovante que cursa ou cursou o ensino médio 
- 1 foto 3X4
- Taxa de inscrição no valor de R$ 20,00

São Gonçalo.  FFP/UERJ : Faculdade de Formação de Professores da UERJ

Fonte: FFP/UERJ (São Gonçalo)

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Mocidade lança projeto social para atendimento a autistas




MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL
Por Fábio Silva


A Mocidade Independente de Padre Miguel está lançando um projeto social pioneiro entre as escolas de samba. Trata-se do "Autista Estrela da Mocidade", projeto dirigido a crianças com autismo que residem na Zona Oeste e que não possuem condições financeiras para ter acesso ao tratamento.
A meta é atender 50 crianças no primeiro ano de atuação, oferecendo tratamento e acompanhamento na quadra da Mocidade. O time de profissionais será formado por médicos, fonoaudiólogos, psicólogos e terapeutas que, além das crianças, também darão apoio aos seus familiares.
"Para dar início ao projeto, em nossa feijoada de agosto, a estrela da Mocidade vai trocar de cor e vestir azul, cor símbolo do autismo. Vamos doar parte da renda da feijoada para uma entidade que já cuida de pessoas portadoras desta síndrome", conta Marcelo Bueno, diretor de Marketing da Mocidade, acrescentando que também em agosto terá início o levantamento do número de autistas na região.
O"Autista Estrela da Mocidade" nasceu a partir da sugestão de uma colaboradora da equipe do diretor de Marketing, Patrícia Sampaio, mãe de um menino autista.
"Sou mãe de um menino de 13 anos com diagnóstico de espectro autista. Conhecendo a dificuldade que é tratar um filho com esse transtorno, pensamos em um projeto que viesse a favorecer crianças que não têm condição alguma de tratamento e seus pais que lutam dia a dia. Como é difícil o saber conduzir diariamente essas crianças, por isso, paciência e muito amor fazem toda diferença no tratamento", afirma Patrícia.
O autismo é um transtorno de desenvolvimento que aparece nos três primeiros anos de vida e afeta o desenvolvimento normal do cérebro, no que diz respeito às habilidades sociais e de comunicação. O Brasil não tem um levantamento do número de autistas no país e se baseia na estatística dos Estados Unidos, que afirma haver um autista em cada 110 crianças.
A ONU (Organização das Nações Unidas) estima a existência de 70 milhões de autistas em todo o mundo.

Você também pode participar assine no site  https://www.change.org/p/coloquem-em-2019-o-samba-enredo-com-tema-autismo-no-carnaval-carioca
"Porque amar é fundamental"
Grupo Portelamor -
www.portelamor.com
"Brasil, esta causa é nossa! "

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Janeiro Branco: por uma cultura da Saúde Mental

A Campanha Janeiro Branco
pode ajudar o mundo a ser um lugar melhor.…

Campanha Janeiro Branco: uma campanha dedicada a convidar as pessoas a pensarem sobre suas vidas, o sentido e o propósito das suas vidas, a qualidade dos seus relacionamentos e o quanto elas conhecem sobre si mesmas, suas emoções, seus pensamentos e sobre os seus comportamentos.

Campanha Janeiro Branco: uma campanha dedicada a colocar os temas da Saúde Mental em máxima evidência no mundo em nome da prevenção ao adoecimento emocional da humanidade.

Campanha Janeiro Branco: uma campanha dedicada a sensibilizar as mídias, as instituições sociais, públicas e privadas, e os poderes constituídos, públicos e privados, em relação à importância de projetos estratégicos, políticas públicas, recursos financeiros, espaços sociais e iniciativas socioculturais empenhadas(os) em valorizar e em atender as demandas individuais e coletivas , direta ou indiretamente, relacionadas aos universos da Saúde Mental.

Uma campanha dedicada a mostrar às pessoas – e à sociedade – que os seres humanos são seres de conteúdos psicológicos e subjetivos, que suas vidas, necessariamente, são estruturadas em torno de questões mentais, sentimentais, emocionais, relacionais e comportamentais, sendo, portanto, imperioso e necessário, que a subjetividade humana possua lugar de destaque em nossa cultura e em nossos cotidianos, sob pena de sermos vítimas de nós mesmos e de quem despreza as próprias necessidades psicológicas e as necessidades psicológicas alheias.

Uma Campanha pensada, planejada e projetada para a promoção de Saúde Emocional nas vidas de todos os indivíduos que compõe a humanidade, buscando estratégias políticas, sociais e culturais para que o adoecimento emocional seja prevenido, conhecido e combatido em todos os campos, esferas, dimensões e espaços em que o humano se faz presente.

Uma Campanha que está dando certo.
Uma Campanha que, por meio dela em todo o Brasil e em outros países, cidadãos, psicólogos e demais profissionais (da saúde ou não), estão se mobilizando para levar mensagens e reflexões aos indivíduos e às instituições às quais esses mesmos indivíduos encontram-se entrelaçados: “quem cuida da mente, cuida da vida”; “quem cuida das emoções, cuida da humanidade”; “quem cuida de si, já cuida do outro”; “sem psicoeducação não haverá solução”; “autoconhecimento: isso também tem a ver com a sua saúde mental”; “o que você não resolve em sua mente, o corpo transforma em doença”; “saúde mental pressupõe políticas públicas” e várias outras orientações, dicas e reflexões que têm o poder de chamar a atenção de todos para os cuidados consigo, com os outros e, também, para a importância das lutas por políticas públicas em defesa da Saúde Mental de todos.

#PorUmaCulturaDaSaúdeMental
O mundo tem pedido isso e nós, psicólogos, psiquiatras, assistentes sociais e demais cidadãos brasileiros envolvidos pelo Janeiro Branco, nos propusemos a atender a esse chamado e a esse pedido de ajuda por parte da humanidade.

Sim – ações, orientações e reflexões a respeito das condições e características emocionais dos seres humanos mudam e salvam vidas.
Isso se chama Psicoeducação e o Janeiro Branco nasceu para isso, por amor à humanidade, senso de responsabilidade social, senso de dever profissional e pura solidariedade humanística.

Porque há sofrimentos que podem ser prevenidos. Dores que podem ser evitadas. Violências que podem ser impedidas, cuidadas ou reparadas. Exemplos que podem ser partilhados. Ensinamentos que podem ser difundidos em nome de povos mais saudáveis e mais bem resolvidos em termos emocionais.
Por um mundo melhor e uma humanidade com mais amor e mais responsabilidade em relação a si mesma e em relação a cada uma das suas partes.

Quem cuida da mente, cuida da vida!


Os 5 objetivos da Campanha Janeiro Branco:


1 – Fazer do mês de Janeiro o marco temporal estratégico para que todas as pessoas e instituições sociais do mundo reflitam, debatam, conheçam, planejem e efetivem ações em prol da Saúde Mental e do combate ao adoecimento emocional dos indivíduos e das próprias instituições;
2 – Chamar a atenção de todo o mundo para os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional nas vidas das pessoas;
3 – Aproveitar a simbologia do início de todo ano para incentivar as pessoas a pensarem a respeito das suas vidas, dos seus relacionamentos e do que andam fazendo para investirem e garantirem Saúde Mental e Saúde Emocional em suas vidas e nas vidas de todos ao seu redor;
4 – Chamar a atenção das mídias e das instituições sociais, públicas e privadas, para a importância da promoção da Saúde Mental e do combate ao adoecimento emocional dos indivíduos;
5 – Contribuir, decisivamente, para a construção, o fortalecimento e a disseminação de uma “cultura da Saúde Mental” que favoreça, estimule e garanta a efetiva elaboração de políticas públicas em benefício da Saúde Mental dos indivíduos e das instituições.

Como o Janeiro Branco pode ajudar as pessoas?


1 – Colocando os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional em máxima evidência na sociedade.
2 – Construindo, fortalecendo e disseminando uma “cultura da Saúde Mental” na humanidade.
3 – Contribuindo para a valorização da subjetividade humana e o combate ao adoecimento emocional das pessoas.
4 – Contribuindo para o desenvolvimento e a disseminação do conceito de ‘psicoeducação’ entre as pessoas e as instituições sociais.
5 – Contribuindo para o desenvolvimento e a valorização de políticas públicas relativas aos universos da Saúde Mental em todo o mundo.

Princípios básicos da Campanha Janeiro Branco

 1 – As ações em nome da Campanha e no contexto da Campanha serão todas de forma gratuita, totalmente sem fins lucrativos.
2 – Não serão cobrados, nem será feita publicidade, de valores simbólicos, “valores sociais”, nenhum tipo de cobrança para os participantes das ações em nome da Campanha.
3 – Para confecção de materiais de divulgação, as pessoas envolvidas poderão conseguir ajuda de gráficas e pessoas interessadas a doar os materiais para a Campanha.
4 – O que tem sido feito todo ano é uma “vaquinha” solidária e voluntária entre os profissionais para a compra dos materiais de divulgação (ou busca de ‘apoios’ e ‘patrocínios’ como ocorre em Congressos): balões brancos com tema da campanha, laços brancos com alfinetes, banners, panfletos etc. e cada profissional comprou sua camiseta da campanha.
5 – Custo de deslocamento, alojamento e alimentação para as palestras e demais ações é de responsabilidade dos palestrantes ou das instituições que os convidam, por isso, antes de se disponibilizar para dar palestras em nome do Janeiro Branco e no contexto da Campanha, observar se o deslocamento e todos os custos serão possíveis dentro da gratuidade da colaboração prestada à Campanha.

6 – O Janeiro Branco é uma Campanha dedicada a promover a psicoeducação das pessoas e das instituições, promovendo a Saúde Mental e combatendo o adoecimento emocional dos indivíduos e instituições por meio de debates, reflexões, mini palestras, palestras relâmpago, rodas de conversa, oficinas, caminhadas, corridas, piqueniques, cineclubes, entrevistas à mídia, murais de poesias, distribuição de balões brancos, panfletos, fitas brancas e várias outras formas de ações e intervenções urbanas que tenham como tema central a Saúde Mental, a Saúde Emocional, a valorização da subjetividade humana, a criação de uma cultura da Saúde Mental entre os seres humanos (a nível individual, institucional, social e coletivo), a valorização de políticas públicas em nome da Saúde Mental, a valorização da Saúde Mental no SUS e nas redes públicas e privadas de saúde no Brasil e no mundo.

7 – A Campanha Janeiro Branco é uma Campanha gratuita, democrática, horizontal, espontânea, desburocratizada, descentralizada, social, solidária, voluntária, inclusiva, laica, humanista, apartidária, multidisciplinar, transdisciplinar, colaborativa e caracterizada pela pluralidade e diversidade de temas, direta ou indiretamente, ligados aos universos da Saúde Mental e Emocional dos seres humanos e suas instituições.

8 – O Janeiro Branco respeita, aplaude e reverencia todas as lutas e conquistas dos movimentos passados e atuais relativos ao universo da Saúde Mental – seu papel é ampliar e aprofundar as estratégias de comunicação com a humanidade a respeito desses temas, conforme o Outubro Rosa o fez com a temática da “prevenção ao câncer de mama”, por exemplo.

9 – A Campanha Janeiro Branco nasceu em Minas Gerais e a metáfora do TREM a identifica: psicólogos(as) são a locomotiva da Campanha que, em sua integralidade e por seu caráter multidisciplinar e transdisciplinar, também possui inúmeros vagões a constituí-la com a necessária e oportuna participação de outros cidadãos e profissionais capazes de enriquecer as suas potencialidades e possibilidades em relação ao universo da Saúde Mental e Emocional dos indivíduos e instituições.

10 – A Campanha Janeiro Branco está sempre em construção. Toda colaboração ao seu crescimento, desenvolvimento, amadurecimento e enriquecimento é extremamente bem-vinda. Manifeste-se e engate novos vagões temáticos ao TREM DA SAÚDE MENTAL que partiu de Minas Gerais com destino ao mundo.

Fonte: www.janeirobranco.com.br